Como escolher um terreno adequado para construir um imóvel?

Publicado em 07/07/2017

Infraestrutura, localização e solo são alguns aspectos que devem ser considerados antes de comprar o lugar ideal

Muita gente gostaria de construir a casa própria e criar tudo da forma que sempre sonhou. Porém, antes do projetar um imóvel, o primeiro passo é a escolha do terreno. Selecionar um lote adequado vai muito além de encontrar uma boa metragem por troca de um valor que caiba no bolso. Também é preciso levar em consideração aspectos como: região, vizinhança e facilidade de localização, mobilidade, entre outros. Pensando nisso, o Grupo Buriti, um dos maiores empreendedores em desenvolvimento e planejamento urbanístico do Brasil, dá dicas importantes para aqueles que estão buscando um empreendimento.

“Na hora de procurar o lote, a pessoa deve pensar no tipo de moradia que deseja ter, se será térrea, com piscina, área verde, garagem para quantos carros ou se terá mais espaço para jardim ou para áreas construídas. Além disso, outro ponto importante é checar a característica do solo do terreno”, recomenda Moises Carvalho Pereira, diretor do Grupo Buriti.

Abaixo estão alguns dos pontos que devem ser levados em consideração na escolha do terreno:

Topografia: É importantíssimo checar, antes da compra, se a topografia do terreno é adequada à implantação da obra. O indicado é realizar um estudo do tipo de terreno e conferir, por exemplo, se o local é plano ou inclinado. Em muitos casos, um lote curvado demandará obras de aterro ou planificação, e isso pode acarretar em aumento no custo e mudanças no plano inicial.

Solo: O ideal é contratar um engenheiro que poderá verificar se o tipo de solo é adequado para a construção desejada. Também é preciso ter certeza do tipo certo de fundação e, para isso, é necessário contratar uma sondagem que faz o perfil do terreno para determinar em que camadas estão os solos apropriados para apoiar o alicerce. Além disso, o interessado pode observar as construções próximas para saber que tipos de fundação foram utilizadas.

Recuo: O comprador deve ficar atento com terrenos muito estreitos, pois dependendo do município, o proprietário não poderá ocupar toda a largura do lote. Cada cidade tem uma lei de uso e ocupação do solo. Ela determina o recuo que a construção deve ter dos limites do terreno. É essencial observar essas diretrizes antes de fazer sua construção.

Localização: O mais recomendado é visitar “in loco” as proximidades, verificando se possui facilidade de acesso a hospitais e comércio em geral. São fundamentais a segurança e a vizinhança.

Documentação: Checar a documentação do terreno é importantíssimo. O interessado deve verificar se não há nenhuma pendência do lote junto ao Cartório de Registro de Imóveis. É preciso visitar o perímetro do lote e conferir no contrato de compra e venda as informações repassadas pelo corretor: metragem, localização, forma de pagamento, correção monetária, taxa de juros, formulas de cálculo, obras a serem executadas.

Infraestrutura: Outro detalhe fundamental é conferir se a região do terreno está interligada as concessionárias de distribuição de água, energia elétrica, se possui iluminação pública, pavimentação, drenagem superficial ou subterrânea e, em alguns casos, rede de coleta e tratamento de esgoto – infraestrutura básica e necessária para instalação de uma residência.

Pagamento: Por fim, os interessados devem levar em consideração se é melhor comprar à vista, parcelado com a loteadora ou fazer um financiamento. É preciso fazer também um planejamento da construção do imóvel e colocar todas essas despesas no orçamento mensal da família, que deverá se ajustar de acordo com a renda disponível para isso.

Copyright 2017 - Buriti Empreendimentos. Todos os direitos reservados.