Compra do imóvel: 4 dicas essenciais

Publicado em 28/05/2018

compra do imóvel é um momento especial que merece comemoração. Ao mesmo tempo, para que o negócio seja um sucesso e sem possibilidade de arrependimentos futuros, o interessado precisa ter cautela e muita informação. Por isso, antes de fechar a compra, a recomendação é analisar com detalhes o local pretendido, além de conferir documentos tanto do proprietário quanto do bem em questão. Alguns deles são obrigatórios, e outros, apesar de opcionais, são importantes para detectar possíveis problemas adiante. Para ajudar nesta importante decisão, confira 4 dicas do gerente geral de locação e compra & venda da Apsa, Giovani Oliveira:

1. Finanças e valores

Para Oliveira, o fundamental no processo é verificar as condições financeiras do comprador e as que são oferecidas por quem vende. “Um financiamento compromete o orçamento, então, deve-se levar em consideração a capacidade de assumir o investimento frente às outras demandas da família, atuais e futuras”, recomenda. Para se certificar de que não está perdendo dinheiro, vale comparar preços de imóveis semelhantes da mesma região e os valores médios do metro quadrado.

2. Localização

 

A vizinhança também deve ser observada. Se o entorno do imóvel provocar situações incômodas, o comprador pode se arrepender depois. Verifique a intensidade do trânsito, se há pontos finais de linhas de ônibus, escolas ou equipamentos esportivos.

3. Conservação e infraestrutura

Outra questão diz respeito a possíveis problemas de infraestrutura. Quedas de energia são constantes? O fornecimento de água é estável? A rede de captação de esgoto dá vazão à demanda? São três questões ímpares para o bem estar de uma família e que devem ser cruciais para a tomada de decisão. Já no próprio imóvel, o executivo da Apsa recomenda visitá-lo várias vezes, em diferentes horários, para ver se agrada a incidência de luz, a corrente de ar, as temperaturas e outros fatores de ambiente.

4. Documentação para compra do imóvel

Superadas as outras avaliações, é hora de partir para a parte burocrática. “Pode ser cansativa, mas alguns papéis asseguram o negócio e podem evitar contratempos no futuro”, Oliveira. Conheça os documentos do vendedor e do imóvel:

  • Matrícula do imóvel/certidão de ônus reais;
  • Certificado negativo de ação cível e criminal do vendedor e de seu cônjuge (Justiça do Trabalho e Justiça Federal);
  • Certidão negativa de IPTU e da Situação Enfitêutica;
  • Certidão vintenária;
  • Certidão negativa de débitos com o condomínio;
  • Certidão negativa de utilidade pública do imóvel;
  • Certidão de interdição e tutela.

Fonte:http://www.mercadoimobiliario.net/

Copyright 2017 - Buriti Empreendimentos. Todos os direitos reservados.