Buriti aplica medidas para mitigar impactos no solo das áreas dos seus empreendimentos

O processo de expansão urbana e construção de loteamentos envolve inserir a população em uma área anteriormente não habitada, alterando as características do solo e da cobertura vegetal local. Por isso, ter uma gestão responsável quanto a ocupação do solo com políticas participativas destinadas à proteção e à recuperação ambiental é fundamental!

A Buriti, como agente transformadora da paisagem, aplica diversas medidas e técnicas de engenharia para minimizar impactos sobre o solo dos seus empreendimentos.

Após a instalação do sistema de drenagem do loteamento, todas as quadras recebem uma camada de solo rico em matéria orgânica e gramíneas que tem uma função de manta, protegendo o solo dos terrenos contra chuvas e sol intenso, permitindo que os futuros moradores possam plantar árvores e construir de jardins em suas propriedades.

Por que esta ação é realizada? Porque o solo desprotegido pode sofrer com as ações de desestruturação e desagregação ocasionadas pela exposição direta aos raios solares, assim como os impactos das gotas de chuva, resultando em erosões.

A construção de taludes, dissipadores de água da chuva, construção de curvas de nível e reestruturação da vegetação também são outras ações realizadas pela Buriti a fim de proporcionar a conservação do solo.

Voltar ao topo