Buriti promove live informativa para celebrar outubro rosa

No mês da conscientização sobre o câncer de mama, empresa convida mastologista para falar sobre o tema em evento digital que acontece no próximo dia 14

Começa o mês de outubro e com ele um dos eventos internacionais mais importantes para a saúde das mulheres: o “Outubro Rosa”. Criado em 1990 e celebrado anualmente desde então, o movimento é sobre a conscientização e controle do câncer de mama, com o objetivo de difundir informações sobre o diagnóstico e tratamento da doença.

Pensando em suas colaboradoras e clientes, a Buriti está promovendo uma ação diferente para o Outubro Rosa deste ano. A empresa convidou a mastologista Marcella Rezende para um bate-papo informativo em formato Live no Instagram, que acontece no dia 14 de outubro, quinta-feira, às 19h30. Assim, todos terão acesso às recomendações de forma livre e segura. O evento, que vai focar em todos os aspectos que envolvem o tema, terá espaço aberto para testemunhais e conta ainda com sorteios.

“No mundo, o câncer de mama é o mais incidente entre as mulheres. Só no Brasil, estima-se que o número de novos casos para cada ano do triênio 2020-2021 seja cerca de 66 mil, ou seja, um risco estimado de mais de 60% a cada 100 mil mulheres”, explica Marcella. De acordo com a médica, a campanha do Outubro Rosa deve, além de incentivar o autoexame, fomentar que mulheres procurem um mastologista. “O autoexame não substitui a mamografia”, afirma.

Prevenção e tratamento

A Sociedade Brasileira de Mastologia indica que a mamografia deve ser realizada anualmente a partir dos 40 anos, podendo ser iniciada ainda mais cedo, caso haja casos recorrentes na família. A principal via de prevenção, segundo Marcella, é introduzir hábitos de vida saudável na rotina de forma permanente, cuidando da alimentação, realizando exercícios físicos, dormindo bem e evitando fumo, estresse e consumo de bebida alcóolica.

Ainda de acordo com a mastologista, o tratamento para esse tipo de câncer está cada vez mais individualizado, menos agressivo e mais eficiente. “Quanto mais precoce descobrirmos o nódulo, maiores são as chances de cura. Inclusive, quando detectamos o câncer pelos exames de imagem e ele não é palpável, as chances de cura são de mais de 90%”, informa.

Direitos e autoestima

Além das formas de prevenção e tratamento, a Live promovida pela Buriti também vai abordar a autoestima feminina e os direitos das mulheres sob essa condição, tópico pouco falado nas campanhas de Outubro Rosa. São quatro as leis que garantem às pacientes acesso ao tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), realização de exames, ausência remunerada e reconstituição mamária (este último quando houver condições técnicas e clínicas).

Por fim, a mastologista vai frisar sobre a importância do autocuidado nesse período. “É fundamental que, ao longo do tratamento, a mulher seja amparada e receba todo o apoio necessário para não deixar a sua vaidade e cuidados de lado. Tal prática ajuda a paciente a se sentir mais motivada, aumentando sua autoestima o que, consequentemente, afetará a cura de maneira positiva”, reitera.

Voltar ao topo