Residencial Cidade Jardim é único bairro em Rolim de Moura com áreas verdes preservadas e monitoradas

Na semana do Meio Ambiente, Buriti reforça seu compromisso com a preservação da natureza e o bem-estar dos seus clientes

Em Rolim de Moura, o Residencial Cidade Jardim, da Buriti Empreendimentos, é o único com áreas verdes preservadas e monitoradas. Segundo a coordenadora de vendas da Buriti na cidade, Edneia Santos, o espaço traz mais aconchego, conforto térmico e segurança para os moradores. “Um lugar mais próximo à natureza promove qualidade de vida, pois os espaços com árvores, águas e gramados trazem sensação de ar puro, tempo fresco e tranquilidade”, explica.
Em estudo publicado na revista Environmental Science & Technology, o pesquisador Ian Alcock, do Reino Unido, descobriu que morar em áreas mais verdes resulta em uma melhora imediata na saúde mental das pessoas. O que já era uma constatação científica antes da pandemia, tomou proporções ainda mais urgentes após o isolamento social – pesquisa realizada pelo Programa USP Cidades Globais mostrou que 86% dos entrevistados sentiram falta de estarem em áreas verdes.
As vantagens de residir próximo a áreas verdes vão além da promoção de bem-estar físico – estudo realizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) mostrou que morar perto da natureza faz com que o indivíduo tenha menor risco de desenvolver quadros crônicos de estresse, ansiedade e depressão. Além disso, o estudo também apontou maior propensão das pessoas realizarem atividades físicas, além de estimular interação social, lazer, relaxamento ou meditação.
Os sócios-diretores da Buriti Empreendimentos, Moisés Carvalho e Sidney Penna, reafirmam o compromisso da empresa não apenas com a qualidade de vida para os seus clientes, mas também com a preservação do meio ambiente. “Neste próximo dia 05 de junho, em que comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente, é primordial relembrarmos a importância de preservar nossos recursos naturais, e, por isso, nosso compromisso não poderia ser diferente”, afirma Sidney Penna.
“É um ciclo de benefícios mútuos e, portanto, fundamentais. Se estar perto da natureza beneficia a nossa saúde mental e física, é nosso dever preservá-la. Só assim continuaremos a usufruir das imensas vantagens que ela nos proporciona”, completa Moisés Carvalho.

Voltar ao topo